VOZ DE PERFORMANCE: É a voz utilizada, profissionalmente ou não, em apresentações (Fala ou Canto)

Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Reinaldo Kazuo Yazaki é médico otorrinolaringologista, CIRURGIÃO OTORRINO E CIRURGIÃO DE VOZ, CRM 107745, também pesquisador em Voz & Laringologia, tb dedicado à VOZ CANTADA, graduado na Escola Paulista de Medicina. Obteve Título de Médico-Residente Concursado, do Depto. de Otorrinolaringologia da Universidade Federal de São Paulo. Em exame teórico-Prático, obteve o Título de Especialista em OTORRINOLARINGOLOGIA em 2006, pela Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial. Tornou-se médico-colaborador totalmente voluntário e orientador-voluntário dos médicos-residentes da Universidade Federal de São Paulo, na área de Laringologia e Voz, Cirurgias de Voz e Câncer de Laringe, desde 2006 até 2011. Tem interesse especial por Voz Profissional e Cantada e Cirurgia Oto-Rino-Laringológica. Tem afinidade pela atuação em Cirurgia. Hoje, tem como principais atividades profissionais as cirurgias para a VOZ, das amígdalas, desvios de septo, especialmente em cantores, com experiência em TODAS as cirurgias otorrinolaringológicas, incluindo as de CANTORES profissionais. __reinaldoyazaki@yahoo.com___Consultório:11-9.83737503.

BARíTONO!!!

BARíTONO!!!
Saudades do CORAL UNIFESP !!!!

Aula dada no CONGRESSO BRASILEIRO DE OTORRINOLARINGOLOGIA, SEÇÃO DE LARINGOLOGIA E VOZ PROFISSIONAL

Aula dada no CONGRESSO BRASILEIRO DE OTORRINOLARINGOLOGIA, SEÇÃO DE LARINGOLOGIA E VOZ PROFISSIONAL
COMO AVALIAR O CANTOR LÍRICO E POPULAR EM 4 PASSOS: RUMO A UMA AVALIAÇÃO MAIS RACIONAL E DIRECIONADA PARA A QUEIXA DA VOZ CANTADA.

Coral Unifesp

Coral Unifesp
Espetáculo: " A era do rádio: 70 anos da Rádio Nacional": Casa lotada em vários dias de apresentação: + de 300 pessoas por dia!!!!!

terça-feira, 14 de outubro de 2014

QUANDO UM CANTOR PROFISSIONAL DEVE SE SUBMETER À UMA CIRURGIA EM SUAS CORDAS/PREGAS VOCAIS??? (OPINIÃO PRIVADA, EM TRÂMITE DE PESQUISA CIENTÍFICA)


POST DE PRUDÊNCIA VOCAL:

"A CIRURGIA DE PREGAS ou CORDAS VOCAIS em cantores profissionais DEVE SER, a princípio, realizada quando há lesões ou machucados de ORIGEM RECENTE e que POSSAM SER CULPADOS pela DIFICULDADE NA PERFORMANCE DO CANTO que estes apresentam como QUEIXA para a nossa equipe de saúde de voz.
 
Variações anatômicas (Alterações estruturais mínimas, como conhecidas no nosso meio) que existem há muitos anos e acompanharam o início e o meio da CARREIRA INTEIRA desses cantores NÃO DEVEM, em minha opinião, SER CULPADAS PELA ATUAL DISFONIA OU DIFICULDADE VOCAL, pois estiveram presentes em todos os outros momentos, sem queixas ou descompensações, portanto, TAMBÉM NÃO DEVEM SER SUBMETIDAS A CIRURGIAS e, SIM, a TREINAMENTOS/CONDICIONAMENTOS VOCAIS com FONOAUDIÓLOGOS FORMADOS e ESPECIALIZADOS EM VOZ, BEM COMO a aulas de canto COM PROFESSORES DE CANTO experientes QUE ACEITEM A PARCERIA ORL-FONO-PEDAGOGIA/CANTO. 

Tenho recebido um sem-número de CANTORES COM EXPERIÊNCIA DE 7 ANOS OU MAIS, que têm recebido a INDICAÇÃO DE UMA CIRURGIA DE INFILTRAÇÃO DE SORO FISIOLÓGICO NAS PREGAS VOCAIS, pasmem, em cantores sem-lesões de pregas vocais, com o INTUITO PROMETIDO de atingir notas musicais mais agudas, na altura dos ícones desses mesmos. 

A minha OPINIÃO SOBRE ESTE PROCEDIMENTO, o que está sob estudo e pesquisa científica, é que esta cirurgia- afinal "fura" as cordas vocais- pode transformar um cantor de voz MAIS LEVE em cantor de voz MAIS PESADA, o que lhe tiraria as maiores chances de desenvolver o técnica de voz mista, que mescla ambos as regiões de ajustes dualmente distintos da voz cantada, e permite o trânsito em direção aos agudos mais fácil e uma voz profissional mais duradoura, por aliviar os atritos envolvidos com todas as vocalizações do dia-a-dia."

PEÇO QUE COMPARTILHEM ESSAS INFORMAÇÕES, A FIM DE QUE POSSAM PENSAR ANTES DE ACEITAREM A REALIZAÇÃO DESSES PROCEDIMENTOS, quem numa parte desses cantores poderia representar o fim da voz aguda.